Esportes Postado por datapage - 3 de novembro de 2015 23:49 | Atualizado há 6 meses

Superliga é lançada oficialmente

diario da manha

A Confederação Brasileira de Vôlei lançou ontem a edição 2015/2016 da Superliga de vôlei. E mais uma vez o Cruzeiro no masculino e o Rio de Janeiro no feminino são os grandes favoritos da competição.

No feminino, os times participantes são Rexona-Ades (RJ), Vôlei Nestlé (SP), Sesi-SP, Camponesa/Minas (MG), Dentil/Praia Clube (MG), E.C. Pinheiros (SP), Brasília Vôlei (DF), São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP), Rio do Sul/Equibrasil (SC), São Bernardo Vôlei (SP), Concilig/Vôlei Bauru (SP) e Renata Valinhos/Country (SP).

No masculino, estarão em ação as equipes do Sada Cruzeiro (MG), Sesi-SP, Funvic/Taubaté (SP), Minas Tênis Clube (MG), Brasil Kirin (SP), Copel Telecom Maringá Vôlei (PR), Lebes/Gedore/Canoas (RS), Juiz de Fora Vôlei (MG), Voleisul/Paquetá Esportes (RS), Bento Vôlei/Isabela (RS), São José dos Campos (SP) e Montes Claros (MG).

O presidente da CBV, Walter Pitombo Laranjeiras, o Toroca, destacou a importância da Superliga para o vôlei brasileiro. “Esta competição é fundamental para que tenhamos sucesso na formação de nossos atletas e renovemos o esporte”, comentou o presidente da CBV.

O diretor de Competições de Quadra da CBV, Radamés Lattari, afirmou que esta edição da Superliga será muito forte. “Temos em quadra vários campeões mundiais e olímpicos, o que nos garante um ótimo nível de competição. Certamente a Superliga será um espetáculo”, avaliou Radamés.

O evento de lançamento também ficou marcado pelas homenagens a nomes de destaque na história do esporte como Fofão, Renan Dal Zotto e Bebeto de Freitas, que em 24 de outubro entraram para o Hall da Fama, em cerimônia realizada em Holyoke, pequena cidade do estado americano de Massachussetts, onde o vôlei foi criado em 1985. Especial homenagem também foi prestada ao empresário Antônio Carlos de Almeida Braga, o Braguinha, pelo trabalho incessante pelo desenvolvimento do esporte brasileiro, particularmente o voleibol.

Comentários